Com uma geografia marcada por praias, matas, rios, cachoeiras e manguezais, a cidade de Itacaré, no sul da Bahia, virou a terra prometida para aventureiros de esportes ao ar livre.


Se tudo começou com o surf, lá pela década de 80, hoje Itacaré é a terra prometida para quem curte esportes ao ar livre. Além das boas ondas em águas sempre mornas, a geografia formada por matas, rios, cachoeiras e manguezais tornou a região um procurado destino de ecoturismo para a prática de rafting, rapel, caiaque, trekking, mountain bike, parapente e o que mais a coragem deixar.

O Rio de Contas, acidente geográfico mais importante da cidade, proporciona aventuras incríveis em esportes aquáticos. Seja de canoa, caiaque ou bote, são três quilômetros de descida em corredeiras e muita adrenalina. É também remando pelo Rio de Contas, e fazendo uma trilha de 10 minutos pelas fazendas de cacau, que se chega a cachoeira do Noé, uma queda de 18 metros, perfeita para quem quer se iniciar na prática do rapel. 

Trilhas em Itacaré, graças à beleza da Mata Atlântica, aliás, não faltam. Podem ser feitas a pé  – a que leva a prainha é uma das mais procuradas – sempre com guias, de bike ou de jipe, e descortinam paisagens lindas.  Bom lembrar que na região está o Parque Estadual da Serra do Conduru, com mais de 9.200 hectares, a serem desbravados pelos aventureiros. 
 
E, nunca é demais dizer, Itacaré possui as mais lindas praias para serem visitadasalgumas extensas de frente para a mata, outras menores, cercadas por coqueiros, algumas pertinho da cidade e fácil de chegar, outras que exigem caminhadas que valem cada passo. O importante é saber que, em Itacaré, um dia de aventuras sempre pode ser seguido por momentos de descanso ao sol...